segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A Era das Trevas na Medicina




..."No século vinte, o governo, grandes empresas e a medicina formaram um time para criar uma sujeira que levará todo o século vinte e um para limpar...a podridão em que a medicina alopática se tornou é vista em várias áreas e é sustentada pelas mentiras e decepções que as autoridades médicas e a mídia propagam...A primeira grande mentira, que está sendo exposta por muitos cientistas e médicos ao redor do mundo, gira em torno da AIDS e seus coquetéis, que têm uma taxa de mortalidade de 100 por cento.

A medicina moderna está assassinando milhões de pessoas, enquanto o governo e a mídia gritam para gastar mais bilhões de dólares em drogas que de fato, aceleram a destruição do sistema imunológico sem atuar sobre os fatores endotoxológicos pré-existentes que causaram o desenvolvimento da doença.

O tratamento do câncer será, mais cedo ou mais tarde, colocado na mesma categoria que as lobotomias frontais, pois claro está que a guerra contra o câncer está perdida porque a medicina está perdida.

Quimioterapia e radioterapia representam a pior abordagem ao câncer e ainda assim, devido à sua rentabilidade, o campo da oncologia tornou-se um tipo de fraude que leva milhões a mortes horríveis.

Não deveria ser nenhuma surpresa que muitos oncologistas se recusariam a receber quimioterapia se eles desenvolvessem câncer e alguns médicos são conhecidos por se recusarem a inocular seus próprios filhos com vacinas, mesmo continuando a administrá-las a seus pacientes.

Ainda pior são os pediatras, que estão sujeitando recém-nascidos a algo que o mundo nunca viu antes em sua longa história de barbaridades.

As mesmas pessoas que por décadas recomendaram fórmulas alimentares para bebês, ao invés de leite materno, estão agora injetando em bebês recém-nascidos, em seu primeiro dia de vida, com uma das mais perigosas vacinas conhecidas pelo homem, a vacina da hepatite B - apesar de não haver nenhum estudo científico de longo termo que certifique aos pais a sua segurança e não haver nenhuma necessidade racional para as crianças receberem essa vacina.

Os médicos desses bebês preferem violentar a vulnerabilidade dessas crianças a olhar diretamente para a podridão que a sua medicina se tornou... Tão grande é a dependência à medicina química que os médicos perderam sua habilidade de perceber que químicos agressivos são perigosos à saúde humana.

Desde o açúcar, flúor, pesticidas, herbicidas, hormônios bobeados nas galinhas e bifes, os horrores químicos da produção moderna de laticínios, remédios, conservantes em alimentos, produtos de limpeza doméstica, vacinas, alimentos refinados em geral, tudo o que não é natural tornou-se normal e a medicina ocidental se pergunta por que as pessoas estão se tornando mais e mais doentes.

A medicina alopática tornou-se apenas mais um jogador no grande genocídio químico da espécie humana.

O que nós podemos esperar da era de trevas da medicina a não ser, como Dr. Howenstine coloca, que "A medicina tornou-se contaminada"?
É realmente um grande problema, pois as pessoas estão capturadas pela medicina e a aceitam cegamente, como se ela fosse uma nova religião - quando ela na realidade é o maior engodo já forjado por capitalistas imorais que tomaram seu controle, há cem anos atrás.

É fundamental entender que os cuidados com a saúde estão quase que completamente sob o controle das indústrias farmacêuticas e a função primária do FDA é assegurar a rentabilidade das firmas farmacêuticas, indústrias químicas e dos grandes conglomerados de agricultura.Até que a Era da Trevas da Medicina termine, milhões e milhões serão levados cegamente às câmaras de massacre dos hospitais e clínicas médicas por todos os cantos.

As pessoas entram nesse horror médico por sua própria e livre vontade e, em sua ignorância, sujeitam mesmo suas crianças a uma forma de violência médica (as vacinas) da qual muitas nunca vão se recuperar.

As autoridades médicas chupam o dedo enquanto a ocorrência do autismo se agiganta entre a população jovem e agora, ao invés de trabalhar para mudar qualquer coisa, os médicos, psicólogos e educadores tentam conter essa maré de problemas entre as crianças com ainda mais drogas e vacinas."


Por Mark Sircus

3 comentários:

Poetas Insanos disse...

Analisei profundamente esse texto.
E pude notar que não se trata apenas de um escritor, mas de alguém de grande talento e atento à tudo ao seu redor e provavelmente de intenso estudo e leitura. Já lí muito sobre coqueteis de drogas contra a aids, que na verdade causam a aceleração da morte do paciente, inclusive com testes feitos em pacientes que usavam o coquetel e tinham vida significativamente mais curta do que pacientes que não usavam tais coqueteis. A medicina, como você afirma, parece realmente estar se tornando uma religião, e com a preocupação estética que está em alta, certos medicamentos estão se popularizando cada vez mais e substituindo o que realmente é necessário para o bem estar de nosso organismo...
Muito bom, descobri que aqui em seu blog, poderei obter excelentes matérias para leitura. Parabéns.

Anônimo disse...

Eu tenho uma doença que chama espondilite anquilosante (em sua forma mais branda, graças a Deus) e já cheguei a HURRAR de dor. Se não houvesse medicamento eficaz para isso acho que eu me suicidaria. Muito fácil criticar medicamentos quando não se tEm doenças e não se sente dor.

NicolaDaemon disse...

Anônimo, a fê que teve no medicamento, te ajudou a estabelecer a saude, remedios a base de farinha(placebo) tambem podem acabar curando, ja fizeram pesquisas sobre isso, Paracelso tambem considerava q é de suprema importancia no processo, o paciente confiar tanto no medico quanto no medicamento.È util para o sistema capitalista mafioso atual, a comercialização e a movimentação financeira na area de saúde, conscientes de que a mente é o principal causador de doenças, acabam então deixando a população com medo e fragilizada, assim o povo, agora amedrontado por causa da política do medo implantada pelo sistema, se submeterá facilmente a seus tratos,ficando cada vez mais dependentes de medicamentos, de medicos, de hospitais, de psicologos, de psiquiatras, de gurus, de lideres espirituais,etc...e nunca pensaram por si mesmos nem desenvolveram dentro de si, seus processos naturais de autocura. A dita gripe suína é um exemplo pratico disso, de como o povo foi feito de cobaia.